Surra de Lúpulo:

IPAcondriaca

Logotipo Surra de Lupulo Branco
Search
Close this search box.

Edital Fermenta com Marta Rocha e Billa Geraldi 

ONDE OUVIR:
Edital Fermenta

No programa de hoje do Surra de Lúpulo, vamos falar sobre o Edital Fermenta, da Ambev. Para não perder nenhum detalhe desse projeto incrível, vamos bater um papo com Marta Rocha e Billa Geraldi, ambas da Ambev. Ouça agora na íntegra:

✨ Deixamos o nosso agradecimento aos Mecenas Empresariais: Cerveja da CasaIris PayCervejaria UçáViveiro Van de Bergen, The Beer Agency, Prussia Bier e Passaporte Cervejeiro.

 

Se apresentem para os nossos ouvintes!

 

Pessoas brindando com pints de cerveja.Marta em 06’10’’: Faço parte do time de conhecimento e cultura cervejeira da Ambev, sou especialista da área. Também sou professora da Academia da Cerveja, juíza de concurso de cerveja, e tudo o que envolve cerveja, pode me chamar, dar palestra, curso, aula… Meu coração aquece! 

 

Billa em 07’23’’: Sou Petropolitana, cidade da [cerveja] Bohemia. Então nasci e cresci numa cidade que respira cerveja, é uma capital cervejeira. E desde pequena a Bohemia sempre foi um ícone da cidade, é um ícone até hoje. E eu tive oportunidade de ser química de formação e iniciar minha carreira na Bohemia. Trabalhei como cervejeira da Bohemia em 2011. Na sequência, trabalhei no centro de inovação da Ambev, e desde 2021 estou no time de conhecimento e cultura cervejeira, professora da academia da cerveja. Respiro e sou apaixonada por cerveja também. To há 12 anos nesse ramo.  

 

Veja a primeira participação da Marta no Surra de Lúpulo: IPA Day com Guilherme Hoffmann e Marta Rocha

 

Vamos falar sobre o Edital Fermenta: o que o edital significa? Quais os principais objetivos que ele pretende alcançar? 

 

Dois homens bebendo e fazendo anotações em uma mesaBilla em 10’01’’: O Edital Fermenta foi um filho nascendo, né, Marta? Foi organizado com muito carinho e dedicação, muitas pessoas envolvidas para fazer isso dar certo e fazer acontecer. A fermenta nasceu de uma demanda de tentarmos nos organizar. De todos os pedidos e mensagens que a gente recebia. Nós somos da área de conhecimento e cultura cervejeira, e a academia da cerveja tem muito contato e cria pontos e conexões com outras pessoas do mundo cervejeiro. E através disso, surgiram muitos pedidos de parcerias, sugestões de projetos… e a gente se via em situações assim “por que pra alguns eu posso ajudar e outros não consigo?”. A gente já vinha pensando há um tempo em como organizar essa demanda de forma estruturada e organizada. São muitas faces que envolvem um edital. O Edital Fermenta é um edital cervejeiro, voltado para projetos cervejeiros, que apoiem projetos da cultura cervejeira, fomentando o mercado e a cultura. Então a gente organizou um Edital, onde as pessoas se inscrevem e tem o processo de seleção. E por último, teria votação popular para decidir os projetos que receberiam apoio financeiro.

 

Vocês podem contar um pouco sobre os critérios que a companhia valorizou para dar a aprovação inicial aos projetos?

 

Mulheres tendo reunião e fazendo diversas anotaçõesMarta em 14’06’’: A gente teve algumas etapas até chegar aos vencedores. E primeiro, lógico, todo mundo faz a inscrição. Tem um questionário que precisa ser respondido, e é eliminatório. Por exemplo, não pode ser pessoa física, não pode ser filiado a partido político, essas coisas. É muito importante ler bem todas as perguntas porque é eliminatório! Muitos projetos acabam ficando parados nas perguntas eliminatórias; deixem para fazer num momento em que estejam bem disponíveis para isso. Depois dessa primeira etapa, vamos para a etapa de análise técnica classificatória. A gente tem a agência que já tem expertise em editais, e elas começam a pontuar os projetos com base em alguns critérios, como por exemplo, potencial de impacto, viabilidade operacional, etc. Então a agência tem uma matriz que dá uma classificação com base nessa matriz. Elas mandam para gente 20 projetos que são melhores pontuados. E aí vamos para a terceira etapa, que é a análise estratégica interna da Ambev, que é uma equipe super diversa. E a gente pediu para esses candidatos passarem um vídeo para vender o seu projeto, e aí nessa reunião a gente analisa se o projeto tem perspectiva de construção a longo prazo, se tem alinhamento com a marca, quais os impactos pra cultura cervejeira, se tem potencial de transformação social – esse critério, a gente prioriza, ele não eliminatório, mas a gente vai priorizar esse. A gente analisa tudo isso e concomitante com essa etapa, a gente tem a etapa de documento de compliance também. É uma etapa muito demorada, vai e volta questionário, etc. Mesmo que você tenha passado por todas as etapas, se não for bem na etapa de documento de compliance, o projeto cai. Em seguida, os projetos vão para votação popular. Projetos para ganhar na categoria de R$ 25 mil e projetos para a categoria de R$ 50 mil. 

 

Billa complementa que o objetivo do Edital é alcançar todos os estados do Brasil, e que o Edital teve 111 projetos cadastrados.

 

O Edital Fermenta pretende ser anual e entrar definitivamente para o calendário cervejeiro nacional? 

 

Billa em 42’26’’: Já estamos com a segunda edição em andamento, se inscrevam! Prestem atenção nos critérios eliminatórios. Se dediquem na hora da inscrição. A ideia da nossa parte é que seja cíclico. Queremos liberar dois editais por ano. Claro que precisamos nos organizar, mas o objetivo é que sejam sim dois por ano. 

 

Marta em 43’31’’: Acho importante lembrar, que se alguém estiver com alguma dificuldade, tem o canal de suporte da Prosa. Não entendeu uma pergunta? Entra lá no suporte que eles vão te ajudar. E quem não foi contemplado no primeiro, se prepara pro segundo e vamos juntos! É um movimento de união, é para ser um momento de crescimento do meio cervejeiro e quando a gente se une a gente consegue coisas muito mais legais, mais potentes, em nome da categoria e do ecossistema como um todo. Quem já tinha se inscrito no primeiro, pode se inscrever no segundo. 

 

O primeiro Edital Fermenta, da Ambev, premiou ao todo 5 projetos:

 

Na faixa de 50 mil reais: Livro reportagem, Em busca da história da cerveja no Brasil, de Luiz Celso Júnior (professor, criador de conteúdo e jornalista).

Na faixa de 25 mil reais foram 4 projetos:

  1. Fermentadoras – Mulheres Cervejeiras no RS
  2. 1º Festival Estadual de Cultura e Música Cervejeira
  3. Mulheres à frente: Valorizando a atuação feminina no processo cervejeiro
  4. Pesquisa Retrato dos Consumidores de Cervejas 2023

 

Obrigada pelo papo incrível, Marta e Billa!

Desejamos boa sorte aos participantes da segunda rodada do Edital. Até a próxima!

 

 

✨ O que bebemos durante o programa? Marta bebe Pepsi Black; Billa bebe água; Lud bebe água; Leandro bebe água.

 

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos.

Confira os últimos posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se na Hop-Pills

* indicates required